Destaque (116)

 

As definições dos projetos e ações para 2018 marcaram o último dia do Planejamento Estratégico da Uniodonto Amapá. O que fazer para concretizar e materializar cada objetivo foi o que direcionou o cronograma de ações construído pelos cooperados.

A odontóloga Dra. Eliete Borges participou dos dois dias de programação. Para a profissional o momento é essencial para que os resultados possam ser alcançados por meio das ações que serão executadas.

"É o momento de parar, refletir, planejar e se unir para fortalecer ainda mais a cooperativa. Ficamos satisfeitos com os resultados e confiantes nos próximos passos que serão executados", compartilhou a dentista.

Para a presidente da Uniodonto Amapá, Dra. Ana Valéria Silva, a organização da cooperativa e o planejamento demonstram o compromisso com o cooperado e o beneficiário.

"Os frutos do Planejamento poderão ser colhidos por todos. Dividimos as missões e estabelecemos os prazos para as primeiras avaliações. Será um processo permanente e não temos dúvida que os resultados serão gratificantes", destacou a presidente.

Momento Uniodonto

Após o encerramento do Planejamento foi apresentado o Momento Uniodonto onde os cooperados tiveram a oportunidade de ter de forma clara e transparente a prestação de contas da cooperativa e o andamento dos trabalhos executados.

Cooperados da Uniodonto Amapá iniciaram nesta sexta-feira, 17, o Planejamento Estratégico 2017/2018. As estratégias que direcionam o trabalho da cooperativa serão traçadas pelos profissionais durante dois dias, sob o comando de Gabriel Pesce.
No início dos trabalhos os cooperados e colaboradores redefiniram a missão, visão e valores da Cooperativa. Na missão, os profissionais seguirão a vertente “Promover a saúde bucal de qualidade com base no cooperativismo”. Na visão “Ser a melhor Rede Odontológica do Estado do Amapá, a partir da aliança entre o conhecimento, tecnologia e humanização”. Nos valores seguirão a “Ética, Transparência, Qualificação Profissional, Valorização do Cirurgião Dentista e Colaboradores”.

O Planejamento também será marcado pela definição dos objetivos 2018/2020, indicação de projeções e ações, construção do modelo de gestão do plano, avaliação do trabalho e resultados, finalizando com o Momento Uniodonto.

“Além de um momento de planejamento esse encontro promove a aproximação dos cooperados. Renovamos e realinhamos nossas estratégias e ganhamos ainda mais gás para executar um trabalho de excelência em prol do cooperado e do beneficiário”, destacou a presidente da Uniodonto Amapá, Dra. Ana Valéria Silva.

O Planejamento seguirá neste sábado das 8h às 17h na sede da Uniodonto.

A Uniodonto Amapá – uma das mais fortes cooperativas do Estado – completou 20 anos de atuação, no último dia 23 de setembro. Para comemorar a data, a diretoria preparou uma solenidade em homenagem aos pioneiros e todos os cooperados. A cerimônia ocorreu na noite desta sexta-feira, 27, no Armazém, em Macapá.

Atualmente, mais de 70 odontólogos fazem do grupo a maior cooperativa do Estado para levar um importante atendimento de saúde bucal aos amapaenses. Para a presidente da Uniodonto, Dra. Ana Valéria da Silva, além de comemoração, o momento foi de gratidão a todos os cooperados, que ajudaram a construir a história do grupo no Amapá.

“A Uniodonto existe desde 1997 e eu estou há três anos e meio à frente desta cooperativa. A satisfação é grande porque peguei a gestão em um momento desafiador que o país atravessa, mas mesmo em meio a este momento, a Uniodonto avançou e se mantém sustentável. Mas gestão não se faz sozinha, então não há outra palavra que não seja ‘gratidão’ por todo empenho dos cooperados e colaboradores”, reconheceu Dra. Ana Valéria.

E a noite foi de homenagens. Destaque para os sócios fundadores. A odontóloga Dra. Ana Celene, que estava entre os primeiros 23 cooperados que construíram o estatuto da cooperativa, celebrou o aniversário de criação. “Eu lembro dos primeiros anos, que foram bastante difíceis. Mas nós tínhamos um sonho e não desistimos. Tenho orgulho de fazer parte desta família”, comemorou a pioneira.

Os sócios fundadores homenageados foram:

- Dr. Elder Márcio Cavalacante;

- Dr. Francisco Gonçalves Costeira;

- Dr. José Ribamar Brazão;

- Dr. Luiz Antônio Mota Lenzi;

- Dr. Marco Antônio Pereira Ferraro;

- Dr. Márcio Augusto Melo da Silva;

- Dr. Plácido José Lima Pereira;

- Dr. Raimundo Braga Barbosa;

- Dr. Yberê Ferreira Nery;

- Dra. Ana Celene Carvalho de Souza;

- Dra. Heloísa Helena Gonçalves;

- Dra. Iracelha Soares D’Athaide;

- Dra. Márcia Almeida Araújo;

- Dra. Nilza Pereira da Silva;

- Dra. Raimunda Mélia Portal;

- Dra. Wilma Cláudia de Souza;

- Dr. Nelson Benjamin do Carmo;

- Dra. Conceição Rodrigues Capiberibe ;

- Dra. Janete Ferreira Lima Cavalcante;

- Dra. Rilda Diniz da Cruz;

- Dra. Roseana Barros;

- Dra. Silvia Maria Ataide Nunes;

- Dra. Raimunda Vilmar Evangelista Lima.

“Essas pessoas sonharam há 20 anos que seria possível. Não foi fácil, pois todo início é difícil, mas eles apostaram e, duas décadas depois, a Uniodonto está aqui, uma das entidades mais respeitadas e reconhecidas do Amapá. Só temos que agradecer por essas pessoas que tiveram a coragem de apostar lá atrás”, resumiu a presidente.

O presidente da Organização das Cooperativas do Brasil no Amapá (OCB/AP), Gilcimar Pureza, destacou que a cooperativa tem muito a celebrar depois de duas décadas levando atendimento de saúde para a população do Amapá.

“A Uniodonto é um exemplo de grande sucesso do cooperativismo no Estado do Amapá, é uma referência, é uma inspiração. Ela é a primeira cooperativa do Estado. Há que se destacar, neste tempo, o importantíssimo trabalho social que os cooperados têm oferecido à comunidade amapaense. A Uniodonto Amapá está sempre presente nas ações sociais, seja do poder público ou da iniciativa privada, não só com as ações de atendimento, mas nos projetos educacionais, com ações educativas de prevenção. Isto mostra a importância desta cooperativa para o Estado”, ressaltou o presidente da OCB/AP.

O presidente do Conselho Regional de Odontologia, Nazareno Ávila, ressaltou a união dos cooperados durante a caminhada até o sucesso. “Os cooperados se especializaram, estão sempre buscando o conhecimento, esse é o diferencial da Uniodonto”, avaliou.

História
A cooperativa odontológica Uniodonto Amapá foi fundada no dia 23 de setembro de 1997, durante assembleia realizada no auditório do CRO (Conselho Regional de Odontologia), em Macapá. No encontro, foi discutido, votado e aprovado o Estatuto, eleição da diretoria e pedidos de filiação à Federação das Uniodontos das Regiões Norte-Nordeste do Brasil.

Veja as imagens desse grande evento em: fb/uniodontoap

É comum surgirem alguns machucados dentro da boca ou pelos lábios. Esses incômodos podem ser problemas com aftas ou também herpes, em alguns casos. Ambos são indicadores de enfraquecimento do sistema imunológico, servindo como uma forma de alerta para o paciente. As aftas são pequenas feridas que permanecem durante uma a duas semanas. Elas podem ser provocadas pela ingestão de alimentos ácidos que acabam desequilibrando o pH bucal. Contudo, o surgimento delas pode ser relacionado a alguns problemas hormonais, alergia ou estresse, por exemplo. Enquanto isso, o herpes é caracterizado por bolinhas avermelhadas na região dos lábios causada por um vírus. É uma doença contagiosa e infecciosa que pode aparecer em decorrência da falta de vitamina C, alimentação incorreta, falta de sono em dia e outros.


Uniodontos e Unimeds levam muito a sério a melhoria dos indicadores de gestão que resultam no aumento de sua competitividade. A prova disso é o ranking do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS 2017 – ano-base 2016) divulgado anualmente pela Agência Nacional de Saúde Suplementar.
Os resultados do Programa são traduzidos pelo Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), que varia de zero a um. Ele tem o objetivo de aferir o desempenho global das empresas e é calculado a partir de indicadores definidos pela ANS, distribuídos em quatro dimensões: Qualidade em Atenção à Saúde, Garantia de Acesso, Sustentabilidade no Mercado e Gestão de Processos e Regulação.
A lista contendo as operadoras com notas superiores a 0,9, desempenho extremamente positivo, inclui 120 posições, das quais 65 são ocupadas por cooperativas do Ramo Saúde. Vale destacar, ainda, que das 30 maiores notas, 21 foram de cooperativas, sendo 20 do Sistema Uniodonto.
Para o ano-base 2016, o IDSS médio da saúde suplementar foi de 0,80, um crescimento de cerca de 37% em relação ao IDSS médio do setor do ano-base 2010, que foi de 0,58, o que demonstra uma evolução positiva do desempenho do setor ao longo dos anos.
RECURSO
O resultado do IDSS, entretanto, poderá sofrer ajustes, já que as operadoras que não concordarem com a listagem preliminar poderão recorrer. O prazo para a interposição de recursos termina no dia 26 deste mês. Clique aqui para conhecer o ranking do IDSS 2017.

Fonte: Sistema OCB

Sexta, 20 Outubro 2017 13:33

PROBLEMAS NA LÍNGUA

Escrito por

Uma língua rosada é o tipo considerado como saudável. Assim como outras regiões da boca, ela pode ser uma maneira de indicar problemas de saúde. A descamação desta é chamada de língua geográfica, trazendo hipersensibilidade no momento da ingestão. Os pacientes que apresentam esse quadro podem indicar uma relação com doenças alérgicas ou dermatológicas, como por exemplo urticárias, rinite e psoríase. Além disso, uma língua inchada e avermelhada pode ser um sinal de carências de algumas vitaminas e de ácido fólico. Vale ressaltar a importância da limpeza da região para não acumular a saburra, formada por restos de comida, células da mucosa e bactérias.

Fonte: sorrisologia

O costume dos pequenos em chupar o dedo ou a chupeta é conhecido como sucção não nutritiva. A dentista explica que a maioria dos bebês possuem a necessidade desse hábito e largam, normalmente, até os quatro anos. É importante que os pais estimulem a criança a interromper a mania a partir dos três anos, como uma maneira de prevenir problemas na formação dos dentes. Além disso, outras causas como genética, respiração bucal e perdas precoces de dentes podem gerar má oclusão. Se os pais percebem a necessidade, o ideal é oferecer a chupeta ortodôntica, mais fácil de ser removida que a sucção de dedo.
Fonte: sorrisologia

 
 
A colocação do aparelho ortodôntico não depende do crescimento de todos os dentes permanentes. Grande parte dos casos de más oclusões é causada por desequilíbrios no crescimento dos ossos da face, maxila e mandíbula. A atenção dos pais é de suma importância e deve-se levar o pequeno a um profissional após os cinco anos se perceberem alguma dessas desarmonias. O momento da troca dos dentes de leite pelos permanentes demanda uma análise para verificar se há espaço adequado para nascerem. Por meio da avaliação, o profissional identifica a necessidade do uso de aparelho, além de verificar qual o modelo mais indicado, de acordo com cada caso.
 
Fonte: Sorrisologia
Página 1 de 9

Localização

Rua. Dr Marcelo Cândia, 925 - Santa Rita - Macapá/AP | Telefone: (96) 3222-3237, 3222-3247 e 3222-0125.

Funcionamento de segunda-feira a quinta-feira 08:00-18:00, sexta-feira de 08:00 as 17:00.

 

História

A cooperativa odontológica Uniodonto Amapá foi fundada no dia 23 de setembro de 1997, durante assembleia realizada no auditório do CRO (Conselho Regional de Odontologia), em Macapá. No encontro, os presentes discutiram a aprovação do Estatuto, eleição da diretoria e pedidos de filiação à Federação das Uniodontos das Regiões Norte-Nordeste do Brasil.

Visão

Acreditamos na saúde bucal como qualidade de vida e satisfação do nosso cliente.