Destaque (144)

Enquanto muitas empresas estão fechando as portas no país, a Uniodonto Amapá tem motivos de sobra para comemorar os bons resultados de 2015, apresentados em assembleia geral em fevereiro deste ano.
De acordo com o relatório de gestão do Conselho de Administração, referente ao exercício 2015, as vendas registraram superávit de 1.093 vidas ano passado. Em decorrência disso, o número de vidas passou de 21.188 (31 de dezembro de 2014) para 22.281 (31 de dezembro de 2015).
Ainda ano passado, a carteira empresarial incorporou ao seu portfólio as seguintes empresas: Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/AP), Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa do Amapá (Sindsel/AP), Sicoob/AP e A.R. Filho & Cia Ltda.
Para o assessor contábil da Uniodonto Amapá, Ramon Alves, o crescimento da receita se deu em função da política de venda implantada na empresa e da massificação das propagandas nos meios de comunicação local, mostrando sempre a força e qualidade dos serviços odontológicos, marca registrada da cooperativa e reconhecida pelos seus usuários.
A avaliação da cooperativa perante a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) também foi das melhores. A avaliação de desempenho das operadoras é realizada através do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), calculado a partir de indicadores definidos pela própria Agência.
O IDSS no ano de 2015 (ano base 2014) foi de 0,8863%, enquanto que no ano de 2014 (ano base 2013) foi de 0,8410. Logo, foi obtido um acrescimento de 5,39% na avaliação. Entre as ações que refletiram nesse resultado está a conclusão do primeiro e segundo pisos da nova sede administrativa e a finalização dos projetos complementares.
Quanto à satisfação dos beneficiários, a avaliação foi também das melhores. De acordo com o IDSS, no ano de 2015 (ano base 2014) foi de 0,9868%, enquanto que no ano de 2014 (ano base 2013) foi de 0,9371. Logo, tivemos um acrescimento de 5,30%.
Algumas ações também refletiram nesse resultado, entre elas, a melhoria nos canais de comunicação com os beneficiários e o serviço de ouvidoria. O lançamento do informativo “Fique Por Dentro”, voltado para o beneficiário e com periodicidade semestral, também compõe o leque de ações que elevaram a avaliação do beneficiário.
Na contabilidade final de 2015, o resultado apresentado foi de R$ 145.4 mil, com uma sobra liquida de R$ 107.541 mil totalmente destinada aos seus cooperados. “Temos a certeza que a forma como a gestão da cooperativa está sendo conduzida, através dos controles internos, com os desembolsos financeiros, com os investimentos e frente à crise econômica, nos mostra competência, eficiência e eficácia”, finalizou Ramon.

A coordenação do Dia de Cooperar, no Amapá, esteve reunida na última quinta-feira, 23, com representantes de cooperativas, para discutir os últimos detalhes das ações no Estado.

Este ano, o Dia de Cooperar será realizado no Distrito do Lourenço, localizado no município de Calçoene. Porém, houve mudança na data da realização do evento, que a princípio estava programado para o sábado, 2 de julho. A ação precisou ser antecipada para quinta-feira, 30.

Outra ação que também faz parte da programação do Dia de Cooperar será realizada em Macapá, no bairro Hospital de Base. Cooperados e colaboradores da Uniodonto Amapá já confirmaram presença no evento.

O foco, este ano, é o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika. A ação na capital vai acontecer no dia 23 de julho, das 8 às 12 horas. Na ocasião, os moradores receberão dos participantes orientações sobre como combater, de forma eficaz, o mosquito e seus criadouros.

A ação também terá a parceria de órgãos municipais e estaduais.

Na quinta-feira (3), a Diretoria Executiva da Uniodonto Amapá esteve reunida em assembleia geral para apresentar o balanço do exercício 2015.
O assessor contábil da cooperativa, Cleber Ramon Alves, foi quem apresentou de forma detalhada o balanço da Uniodonto aos cooperados presentes, tirando dúvidas sobre os dados das contas patrimoniais e de resultados.
Durante a assembleia, também foram empossados os novos membros dos Conselhos Técnico e Fiscal da instituição para o período de março de 2016 a março de 2017.

 

Sábado, 05 Março 2016 11:35

Uniodonto Amapá é destaque em avaliação da ANS

Escrito por

A Uniodonto Amapá recebeu uma das maiores notas no Índice de Desempenho da Saúde Suplementar 2015 (IDSS), divulgado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), com base nos dados enviados pelas operadoras à Agência ao longo de 2014. O índice porcentual varia de 0 a 1. Quanto mais próximo do número zero, pior é a nota da operadora. Quanto mais próximo do número 1, melhor é a avaliação. A cooperativa amapaense recebeu a nota 0,93.
O resultado é fruto da ampliação no número de cirurgiões dentistas, cursos de capacitação dos cooperados, investimento na carreira profissional, melhoria do parque tecnológico da cooperativa, treinamento permanente para a equipe de atendimento, entre outras ações desenvolvidas em 2014. Tudo isso refletiu diretamente na atenção à saúde e na satisfação do beneficiário.
O IDSS é conhecido como a ‘nota’ das operadoras e integra o programa de Qualificação das Operadoras. O resultado do índice demonstra como o mercado está se comportando nos itens avaliados anualmente e é um importante parâmetro para os 50,5 milhões de consumidores de planos de assistência médica e os 21,5 milhões com planos exclusivamente odontológicos avaliarem sua operadora.
De acordo com o índice que mede o desempenho do setor, 901 operadoras analisadas pela Agência ficaram com nota entre 0,6 e 1 (nota máxima) no ano passado, contra 805 em 2013, o que corresponde a um crescimento de 11,9% no período. Juntas, elas representam 75,9% de todo o mercado de planos de saúde de assistência médica e odontológica, composto por 1.187 operadoras. E são responsáveis pelo atendimento de 89% dos beneficiários em planos de assistência médica e 96% dos beneficiários em planos de assistência exclusivamente odontológica.

Avaliação

O Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) 2015 é composto pela avaliação da assistência prestada pelas operadoras aos seus clientes (Atenção à Saúde), quesito que equivale a 40% da composição da nota, além de indicadores de satisfação do cliente (20%), estrutura e operação da empresa (20%) e aspectos econômico-financeiros (20%).
Considerando a evolução do setor e com o objetivo de promover a melhoria contínua do programa, tornando as dimensões analisadas mais próximas à realidade da saúde suplementar, a ANS está construindo uma nova proposta sobre a metodologia de avaliação do IDSS. As discussões vêm sendo feitas no âmbito do Comitê Executivo do Programa de Qualificação, do qual participam representantes do setor, e irá gerar um novo normativo. A expectativa é que a partir de 2016 já sejam consideradas novas dimensões, que poderão contar com a utilização dos dados obtidos a partir das guias TISS (Troca de Informações na Saúde Suplementar), que propiciarão a oportunidade de desenvolvimento de novos indicadores, especialmente no que tange ao desfecho dos processos de cuidado na saúde.

A diretoria e colaboradores da Uniodonto Amapá e o consultor Luiz Fernando (Strategy Consultoria/foto) estiveram reunidos nos dias 23 e 24 de fevereiro deste ano para desenhar novos projetos e serviços que devem ser implementados ainda este ano na cooperativa.
A Strategy é uma empresa de Consultoria, especializada em operações de planos de saúde. Atua no segmento há mais de 15 anos, sendo atualmente responsável pela precificação e definição de provisões legais para mais de 20% das operadoras em atividade na saúde suplementar.

Segunda, 15 Fevereiro 2016 14:42

Em breve, Uniodonto Amapá inaugura nova sede

Escrito por

A Uniodonto Amapá inicia este ano com o pé direito. A cooperativa já programou a inauguração de sua nova sede, localizada no bairro Santa Rita. A obra tem três pavimentos e vai oferecer o que há de melhor em relação ao atendimento humanizado de beneficiários, cooperados e colaboradores. “Quando a Dra Ana Valéria assumiu a presidência em março de 2014, a obra foi retomada, tomou as providências necessárias junto ao Banco da Amazônia para a liberação dos acordos, além dos projetos complementares foram todos providenciados”, explicou Egídio Pacheco, gerente geral da cooperativa.
Mas qual o objetivo desse investimento? Egídio destacou que em primeiro lugar vem a melhoria no atendimento aos clientes. “O espaço vai ser mais confortável, a estrutura vai proporcionar um atendimento de excelência, buscando principalmente a humanização. Hoje, os grandes desafios das empresas que prestam serviço é humanizar o atendimento. E isso significa que você vai agilizar o atendimento das necessidades do cliente, mas acima de tudo atentando para as devidas particularidades de cada um. Na área de saúde essa excelência deve ser um objetivo”, destacou.

Segunda, 14 Dezembro 2015 01:14

“Em tempos de crise, é fundamental planejar”

Escrito por

 

A “palavra de ordem” do mercado é competição. Em todas as atividades que o homem busque fazer, ela sempre existirá. Não será preciso citar Darwin e sua famosa “Lei da Evolução” para confirmar a ideia de competição como uma constante na vida do homem. Em tempos de crise esta competição se torna brutal e sem limites.
Diante deste acirrada competição só existe uma forma de se destacar no mercado: sendo melhor que o seu concorrente. Quando se trata de uma empresa esta situação se agrava de forma substancial pois muitas vezes ela está mais preocupada em produzir do que em fazer um Planejamento Estratégico que traga eficiência.
Esta importante ferramenta de controle dos objetivos da empresa, o Planejamento Estratégico, demanda tempo, que é uma coisa normalmente escassa para os administradores. Este planejamento visa nortear os caminhos a serem trilhados pela empresa de forma a evitar decisões precipitadas, e geralmente errôneas, sobre o futuro da empresa.
Foi com esse objetivo de avaliar o que foi executado e o que pode avançar nos próximos meses que a Uniodonto Amapá traçou seu planejamento estratégico, no final de agosto deste ano. “Pensar em uma empresa estrategicamente é na opinião dos especialistas e dos empresários de sucesso a garantia de que você vai chegar em algum lugar. Na Uniodonto Amapá foi avaliado o planejamento feito no ano passado, identificando o que foi executado e os benefícios, e pensar mais um ano e meio adiante. O que se espera com isso é que a cooperativa seja mais eficiente e eficaz, ou seja, satisfação para o cooperado, parceiros e beneficiários”, destacou Gabriel Pesce Júnior, moderador de planejamento estratégico e participativo.

Necessidade
Planejar, segundo Gabriel, pode ser muito mais difícil em um momento de crise, porém, ele diz que é muito mais necessário. “Quem planejou na época que não tinha crise está sofrendo menos. Quem deixar de planejar no momento da crise está cometendo um erro que pode ser fatal. Você vai executar coisas em um cenário que mudou e que você não parou para analisar como isso repercute na empresa e isso significa dar passos no escuro”, alertou.
Gabriel destacou que, mesmo na época de crise, se a empresa conseguir se manter no mercado é porque está no caminho certo, porém, para isso é fundamental não cometer deslizes. E para não cometer deslizes é preciso executar o que foi planejado.
Segundo ele, todo processo de avaliação de planejamento mostra claramente tudo o que foi feito entre as etapas e o que precisa ser buscado em metas nos próximos meses. “Se não há um momento de revisão as pessoas não sabem o quanto fizeram, as respostas básicas geralmente é de que está sendo feito muito ou que estão cansados de tanto fazer e acabam não sabendo responder de concreto o que foi feito. Isso só conseguimos identificar no planejamento estratégico. É nesse momento que permite você ter uma visão do todo e de tudo o que foi realizado. Isso também deixa claro os ganhos efetivos de quem executou e motiva quem está à frente da cooperativa. Tudo isso cria um ciclo virtuoso de incorporar aprendizado”, destacou Gabriel Pesce.
Após esse primeiro momento do planejamento, o segundo passo é de revisão e replanejamento. “Todo o aprendizado identificado na primeira etapa vai ser incorporado no segundo plano. Então vai ser mais fácil de executar as ações, os objetivos se tornam mais claros, o foco é garantido, evita retrabalho e reduz a burocracia. A partir do momento que o planejamento foi aprovado, resta apenas à diretoria executiva fazer o que foi planejado e informar o conselho dos cronogramas, resultados e indicadores”, ressaltou.
Mas, e quando uma nova ideia ou necessidade de mudança surgir no decorrer do processo e que não foi aprovada no planejamento? Para Gabriel, resolver isso é simples. “As ideias estão abaixo dos objetivos. Se os objetivos foram aprovados pelo conselho de administração e surgiu uma ideia nova que não está no planejamento, basta apresentar para o conselho a nova ideia e até submetê-la à aprovação. Mas, o que foi aprovado é preciso ter garantia de que vai ser executado. Se a estratégia está aprovada pelo conselho, basta que a diretoria executiva garanta que tudo vai ser feito, sempre fazendo avaliações e reflexões periódicas”, finalizou Gabriel Pesce.

No dia 09 do mês corrente esteve, em Macapá, a convite da diretoria executiva da Uniodonto Amapá, o Dr. José Alves, presidente da Uniodonto do Brasil. A sua visita foi marcada por uma agenda que constou de reunião com a diretoria executiva da empresa, encontro com os cooperados e visita a nova sede da cooperativa.
À noite participou de um encontro com 38 (trinta e oito) cooperados. Na ocasião foram feitas reflexões sobre o sistema Uniodonto, mostrando com dados a sua força econômica e social. Em seguida falou das forças externas que ameaçam o sistema, mas que ao mesmo tempo estimulam e desafiam cada cooperado a fazer cada vez melhor. Falou ainda da câmera intra oral como ferramenta para auxiliar no diagnóstico, para dar conhecimento ao paciente, como marketing e como defesa jurídica. Continuou a sua conversa franca e instrutiva com a apresentação do padrão TISS e a criação de comitês na Uniodonto Brasil para garantir as boas práticas do sistema. Por último, destacou como a ANS avalia o sistema por meio do IDSS e destacou o desempenho da Uniodonto Amapá com nota de 0,93%, sendo um dos melhores entre as 117 cooperativas que formam o sistema Uniodonto.
Na manhã do dia seguinte, esteve visitando a nova sede administrativa da empresa e constatou a força do cooperativismo, pois na oportunidade destacou “Este empreendimento só foi possível em virtude da força do cooperativismo, pois se cada profissional estivesse só seria muito difícil de construí-lo”. Na ocasião, falou para equipe jornalistica da Uniodonto Amapá Informa sobre o momento que atravessamos no país. Foi feita a seguinte pergunta: Como avançar em momentos de crise? O sr.José Alves citou uma frase de Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura do governo federal: “as cooperativas são filhas da crise”, lembrando que o cooperativismo nasceu durante a Revolução Industrial em um momento também conturbado economicamente. “É claro que de uma forma ou outra a crise afeta as empresas parceiras das cooperativas, porém, esse impacto até agora tem sido pequeno. Nossa expectativa para o próximo ano é muito boa. Estamos em um processo de readequação de rotinas, processos e relacionamentos, discutindo o modelo assistencial e remuneratório. Todas essas mudanças são importantes para o sistema do ponto de vista do cliente e do cooperado”, finalizou.

 

A diretoria executiva da Uniodonto Amapá esteve na última sexta-feira (30), recebendo as chaves da nova sede da cooperativa, localizada no bairro Santa Rita.
A inauguração da nova sede está prevista para fevereiro do próximo ano. Ainda este mês, o primeiro e segundo pisos da obra estarão recebendo os móveis necessários para a inauguração.
Ao receber as chaves, a presidente da Uniodonto Amapá, Dra Ana Valéria, destacou a importância do momento e disse que a inauguração é fruto do empenho de cada um dos cooperados e colaboradores que se esforçaram para transformar o sonho em realidade.
A Dra Ludimila Rechene, foi a responsável pelo momento de oração e bênção das chaves. “É importante consagrarmos esse momento, fruto do empenho de cada um dos membros da cooperativa. Que Deus nos abençoe nesse novo momento”, ressaltou.
A obra tem três pavimentos e vai oferecer o que há de melhor em relação ao atendimento humanizado de beneficiários, cooperados e colaboradores.

Terça, 20 Outubro 2015 14:51

Biossegurança na câmera intraoral

Escrito por

A biossegurança compreende o conjunto de ações voltadas para prevenção ou eliminação de riscos inerentes à prestação do serviço de saúde. A
câmera intra oral utilizada em odontologia também atende ao requisito de biossegurança, assim como outros instrumentos utilizados no
consultório.
Para que se elimine a necessidade do paciente comparecer ao prédio administrativo da uniodonto para auditorias presenciais, se faz necessário a
captura da imagem referente ao procedimento antes de realiza-lo e depois de concluído o tratamento, momento em que a câmera intra oral é
utilizada e entra em contato com a saliva do paciente.
Cuidando da prevenção e eliminação de riscos para a saúde do paciente, este instrumento ao ser utilizado deve ser envolto em filme plástico, que
será de utilização individual para cada paciente; e após a captura da imagem final do tratamento do paciente, a proteção de filme plástico será
removida e descartada, bem como será feita a desinfecção com clorexidina 2% ou álcool 70 antes de colocar nova proteção de filme plástico.

Inovação
A Uniodonto Amapá é a terceira da Região Norte a adotar um sistema que vem revolucionando a forma de auditoria. A implantação da Câmera
Intraoral já é uma realidade no Estado é promete agilizar a relação odontólogo, paciente e cooperativa. “No momento contamos com onze
cooperados que já estão utilizando o sistema de câmara intraoral, para fazer a auditoria por imagem. Com esse sistema eliminamos a necessidade
do paciente ter que se deslocar até a cooperativa para fazer a auditoria do procedimento”, explicou o diretor financeiro da Uniodonto Amapá, Dr.
Rubens da Rocha Portal Júnior.

Localização

Rua. Dr Marcelo Cândia, 925 - Santa Rita - Macapá/AP | Telefone: (96) 3222-3237, 3222-3247 e 3222-0125.

Funcionamento de segunda-feira a quinta-feira 08:00-18:00, sexta-feira de 08:00 as 17:00.

 

História

A cooperativa odontológica Uniodonto Amapá foi fundada no dia 23 de setembro de 1997, durante assembleia realizada no auditório do CRO (Conselho Regional de Odontologia), em Macapá. No encontro, os presentes discutiram a aprovação do Estatuto, eleição da diretoria e pedidos de filiação à Federação das Uniodontos das Regiões Norte-Nordeste do Brasil.

Visão

Ser a melhor Rede Odontológica do Estado do Amapá, a partir, da aliança entre conhecimento, tecnologia e humanização.

Valores

Ética, Transparência, Qualificação Profissional e Valorização do Cirurgião Dentista e Colaboradores.

Missão

Promover a saúde bucal de qualidade com base no cooperativismo.

 NFL Jerseys China