Destaque (150)

Segunda, 18 Dezembro 2017 14:51

RECESSO UNIODONTO AMAPÁ

Escrito por

A grande preocupação em saúde bucal da maioria das pessoas está ligada à estética de seu sorriso. De fato, ficar sem um ou mais dentes na boca está fora de cogitação. Entretanto, existem casos em que uma extração de dente é inevitável - sempre lembrando que somente um dentista pode determinar a realização de uma extração dentária. Por ser tratar de um procedimento cirúrgico, será que existe algum risco devido à idade do paciente?

Em alguns casos, é necessário que o paciente tenha que recorrer a uma extração de dente. Mas antes dessa decisão, o dentista vai analisar o quadro, histórico médico e radiografias, afinal, a prioridade é sempre manter o elemento dentário. Se o dentista chegou à conclusão de que a extração é a única saída, fique tranquilo, pois ele sabe o que está dizendo e fazendo.
Primeiramente, vale ressaltar que o procedimento deve ser realizado por um profissional da área. Isto traz maior segurança ao paciente, entendendo que aquela foi a melhor solução encontrada e será orientado a como encaminhar com o tratamento. A finalidade da extração, de modo geral, é restabelecer a harmonia oclusal. Dessa maneira, a retirada do dente contribui para a saúde bucal, como por exemplo para a organização de uma mordida correta e uma adequada dimensão vertical.

A EXTRAÇÃO PODE SER FEITA EM QUALQUER IDADE?
Nos casos de extração dental, a idade não é um fator de risco. Isto é, quadros de doenças sistêmicas e medicamentos podem influenciar o momento da cirurgia. Elas podem ser apresentadas por pacientes de qualquer idade, e cada um demandará uma tipo de controle e maneira de conduzir o procedimento indicado. A saúde e imunidade são grandes aliados para um melhor pós-operatório.
Fonte: Sorrisologia
Imagem: Shutterstock

Quinta, 07 Dezembro 2017 15:16

AVISO DE FERIADO

Escrito por
Terça, 28 Novembro 2017 16:38

BEIJO PEGA OU NÃO PEGA CÁRIE?

Escrito por
 
Algumas espécies de bactérias são cariogênicas, como a Streptoccocus mutans, e você talvez não tenha uma desse tipo na sua boca. Agora, se você beijar alguém que possui esse micro-organismo, vai ganhar uma bactéria nova, aumentando os riscos de ter cárie. Além de ser muito comum em adultos, essa transmissão também pode acontecer com crianças, se a mãe tem o costume de beijar na boca do filho, por exemplo, a bactéria é passada pela saliva e se fixa na boca do bebê após o nascimento dos primeiros dentes.
 
O QUE FAZER PARA PREVENIR A DOENÇA?
 
Claro que você não precisa parar de beijar na boca para diminuir o risco de ter cárie. (Ufa!) Basta praticar bons hábitos higiênicos antes do beijo e após todas as refeições, como escovar os dentes, passar o fio dental e finalizar a higiene com um enxaguante sem álcool. Também não deixe de exercer outras práticas importantes, como trocar de escova a cada três meses, usar boas ferramentas de higiene e consultar seu dentista regularmente, pelo menos a cada 6 meses.
 
Fonte: Sorrisologia
O QUE CAUSA O HERPES LABIAL? CONHEÇA OS PRINCIPAIS FATORES DE RISCO E EVITE QUE AS LESÕES APAREÇAM
 
Nosso universo bucal é composto por muitos fenômenos. Existem muitas complicações que podem afetar o interior e o exterior da boca, como o herpes labial. Uma infeção viral e contagiosa nos lábios, boca ou gengivas. A doença é caracterizada principalmente pelo surgimento de bolhas pequenas e doloridas. Apesar dos riscos, há possibilidades simples de evitar o surgimento dessas lesões.
 
PROTEJA-SE DO SOL
O herpes não tem cura. Uma vez que o vírus se instalou no organismo, ele fica adormecido e pode voltar diante de diversos fatores. Um deles é o excesso de exposição ao sol. Os raios ultravioletas podem ativar o vírus do herpes simples tipo 1 (HSV-1). Segundo a dermatologista, ele é abrigado de forma latente em cerca de 90% da população brasileira.
 
EVITE ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS
Nem tudo o que comemos por aí faz bem à saúde. É preciso ficar de olho nos alimentos que levamos para nossa casa, principalmente aqueles que contêm conservantes.
 
NÃO SE ESTRESSE
Além do sol, fatores como estresse, má alimentação e sono ruim podem desencadear novas crises.
 
Fonte: Sorrisologia
Quinta, 23 Novembro 2017 15:35

TÁRTARO

Escrito por

O tártaro surge pelo endurecimento da placa bacteriana que não foi removida. O acúmulo excessivo do tártaro pode acabar irritando a gengiva, que fica mais vulnerável ao surgimento de gengivites e outras doenças que são bem perigosas e podem levar à perda dos dentes. Ele é caracterizado por uma cor amarelada na superfície dentária e que já não consegue mais ser retirado apenas com escovação, somente por um profissional.

Fonte: Sorrisologia

 

As definições dos projetos e ações para 2018 marcaram o último dia do Planejamento Estratégico da Uniodonto Amapá. O que fazer para concretizar e materializar cada objetivo foi o que direcionou o cronograma de ações construído pelos cooperados.

A odontóloga Dra. Eliete Borges participou dos dois dias de programação. Para a profissional o momento é essencial para que os resultados possam ser alcançados por meio das ações que serão executadas.

"É o momento de parar, refletir, planejar e se unir para fortalecer ainda mais a cooperativa. Ficamos satisfeitos com os resultados e confiantes nos próximos passos que serão executados", compartilhou a dentista.

Para a presidente da Uniodonto Amapá, Dra. Ana Valéria Silva, a organização da cooperativa e o planejamento demonstram o compromisso com o cooperado e o beneficiário.

"Os frutos do Planejamento poderão ser colhidos por todos. Dividimos as missões e estabelecemos os prazos para as primeiras avaliações. Será um processo permanente e não temos dúvida que os resultados serão gratificantes", destacou a presidente.

Momento Uniodonto

Após o encerramento do Planejamento foi apresentado o Momento Uniodonto onde os cooperados tiveram a oportunidade de ter de forma clara e transparente a prestação de contas da cooperativa e o andamento dos trabalhos executados.

Cooperados da Uniodonto Amapá iniciaram nesta sexta-feira, 17, o Planejamento Estratégico 2017/2018. As estratégias que direcionam o trabalho da cooperativa serão traçadas pelos profissionais durante dois dias, sob o comando de Gabriel Pesce.
No início dos trabalhos os cooperados e colaboradores redefiniram a missão, visão e valores da Cooperativa. Na missão, os profissionais seguirão a vertente “Promover a saúde bucal de qualidade com base no cooperativismo”. Na visão “Ser a melhor Rede Odontológica do Estado do Amapá, a partir da aliança entre o conhecimento, tecnologia e humanização”. Nos valores seguirão a “Ética, Transparência, Qualificação Profissional, Valorização do Cirurgião Dentista e Colaboradores”.

O Planejamento também será marcado pela definição dos objetivos 2018/2020, indicação de projeções e ações, construção do modelo de gestão do plano, avaliação do trabalho e resultados, finalizando com o Momento Uniodonto.

“Além de um momento de planejamento esse encontro promove a aproximação dos cooperados. Renovamos e realinhamos nossas estratégias e ganhamos ainda mais gás para executar um trabalho de excelência em prol do cooperado e do beneficiário”, destacou a presidente da Uniodonto Amapá, Dra. Ana Valéria Silva.

O Planejamento seguirá neste sábado das 8h às 17h na sede da Uniodonto.

A Uniodonto Amapá – uma das mais fortes cooperativas do Estado – completou 20 anos de atuação, no último dia 23 de setembro. Para comemorar a data, a diretoria preparou uma solenidade em homenagem aos pioneiros e todos os cooperados. A cerimônia ocorreu na noite desta sexta-feira, 27, no Armazém, em Macapá.

Atualmente, mais de 70 odontólogos fazem do grupo a maior cooperativa do Estado para levar um importante atendimento de saúde bucal aos amapaenses. Para a presidente da Uniodonto, Dra. Ana Valéria da Silva, além de comemoração, o momento foi de gratidão a todos os cooperados, que ajudaram a construir a história do grupo no Amapá.

“A Uniodonto existe desde 1997 e eu estou há três anos e meio à frente desta cooperativa. A satisfação é grande porque peguei a gestão em um momento desafiador que o país atravessa, mas mesmo em meio a este momento, a Uniodonto avançou e se mantém sustentável. Mas gestão não se faz sozinha, então não há outra palavra que não seja ‘gratidão’ por todo empenho dos cooperados e colaboradores”, reconheceu Dra. Ana Valéria.

E a noite foi de homenagens. Destaque para os sócios fundadores. A odontóloga Dra. Ana Celene, que estava entre os primeiros 23 cooperados que construíram o estatuto da cooperativa, celebrou o aniversário de criação. “Eu lembro dos primeiros anos, que foram bastante difíceis. Mas nós tínhamos um sonho e não desistimos. Tenho orgulho de fazer parte desta família”, comemorou a pioneira.

Os sócios fundadores homenageados foram:

- Dr. Elder Márcio Cavalacante;

- Dr. Francisco Gonçalves Costeira;

- Dr. José Ribamar Brazão;

- Dr. Luiz Antônio Mota Lenzi;

- Dr. Marco Antônio Pereira Ferraro;

- Dr. Márcio Augusto Melo da Silva;

- Dr. Plácido José Lima Pereira;

- Dr. Raimundo Braga Barbosa;

- Dr. Yberê Ferreira Nery;

- Dra. Ana Celene Carvalho de Souza;

- Dra. Heloísa Helena Gonçalves;

- Dra. Iracelha Soares D’Athaide;

- Dra. Márcia Almeida Araújo;

- Dra. Nilza Pereira da Silva;

- Dra. Raimunda Mélia Portal;

- Dra. Wilma Cláudia de Souza;

- Dr. Nelson Benjamin do Carmo;

- Dra. Conceição Rodrigues Capiberibe ;

- Dra. Janete Ferreira Lima Cavalcante;

- Dra. Rilda Diniz da Cruz;

- Dra. Roseana Barros;

- Dra. Silvia Maria Ataide Nunes;

- Dra. Raimunda Vilmar Evangelista Lima.

“Essas pessoas sonharam há 20 anos que seria possível. Não foi fácil, pois todo início é difícil, mas eles apostaram e, duas décadas depois, a Uniodonto está aqui, uma das entidades mais respeitadas e reconhecidas do Amapá. Só temos que agradecer por essas pessoas que tiveram a coragem de apostar lá atrás”, resumiu a presidente.

O presidente da Organização das Cooperativas do Brasil no Amapá (OCB/AP), Gilcimar Pureza, destacou que a cooperativa tem muito a celebrar depois de duas décadas levando atendimento de saúde para a população do Amapá.

“A Uniodonto é um exemplo de grande sucesso do cooperativismo no Estado do Amapá, é uma referência, é uma inspiração. Ela é a primeira cooperativa do Estado. Há que se destacar, neste tempo, o importantíssimo trabalho social que os cooperados têm oferecido à comunidade amapaense. A Uniodonto Amapá está sempre presente nas ações sociais, seja do poder público ou da iniciativa privada, não só com as ações de atendimento, mas nos projetos educacionais, com ações educativas de prevenção. Isto mostra a importância desta cooperativa para o Estado”, ressaltou o presidente da OCB/AP.

O presidente do Conselho Regional de Odontologia, Nazareno Ávila, ressaltou a união dos cooperados durante a caminhada até o sucesso. “Os cooperados se especializaram, estão sempre buscando o conhecimento, esse é o diferencial da Uniodonto”, avaliou.

História
A cooperativa odontológica Uniodonto Amapá foi fundada no dia 23 de setembro de 1997, durante assembleia realizada no auditório do CRO (Conselho Regional de Odontologia), em Macapá. No encontro, foi discutido, votado e aprovado o Estatuto, eleição da diretoria e pedidos de filiação à Federação das Uniodontos das Regiões Norte-Nordeste do Brasil.

Veja as imagens desse grande evento em: fb/uniodontoap

É comum surgirem alguns machucados dentro da boca ou pelos lábios. Esses incômodos podem ser problemas com aftas ou também herpes, em alguns casos. Ambos são indicadores de enfraquecimento do sistema imunológico, servindo como uma forma de alerta para o paciente. As aftas são pequenas feridas que permanecem durante uma a duas semanas. Elas podem ser provocadas pela ingestão de alimentos ácidos que acabam desequilibrando o pH bucal. Contudo, o surgimento delas pode ser relacionado a alguns problemas hormonais, alergia ou estresse, por exemplo. Enquanto isso, o herpes é caracterizado por bolinhas avermelhadas na região dos lábios causada por um vírus. É uma doença contagiosa e infecciosa que pode aparecer em decorrência da falta de vitamina C, alimentação incorreta, falta de sono em dia e outros.

Localização

Rua. Dr Marcelo Cândia, 925 - Santa Rita - Macapá/AP | Telefone: (96) 3222-3237, 3222-3247 e 3222-0125.

Funcionamento de segunda-feira a quinta-feira 08:00-18:00, sexta-feira de 08:00 as 17:00.

 

História

A cooperativa odontológica Uniodonto Amapá foi fundada no dia 23 de setembro de 1997, durante assembleia realizada no auditório do CRO (Conselho Regional de Odontologia), em Macapá. No encontro, os presentes discutiram a aprovação do Estatuto, eleição da diretoria e pedidos de filiação à Federação das Uniodontos das Regiões Norte-Nordeste do Brasil.

Visão

Ser a melhor Rede Odontológica do Estado do Amapá, a partir, da aliança entre conhecimento, tecnologia e humanização.

Valores

Ética, Transparência, Qualificação Profissional e Valorização do Cirurgião Dentista e Colaboradores.

Missão

Promover a saúde bucal de qualidade com base no cooperativismo.

 NFL Jerseys China