Destaque (138)

Quando o assunto é aparelho ortodôntico surgem muitas dúvidas. Você com certeza deve ver por aí muitos adolescentes e adultos usando aparelho. E gera uma dúvida constante se existe uma idade correta para aderir tal tratamento e qual é a melhor forma de descobrir se é necessário ou não passar por ela.

Bom, o aparelho ortodôntico não precisa ser apenas quando os dentes estão tortos ou desalinhados. Uma avaliação precoce por volta dos 6 anos, quando a criança inicia a primeira fase de troca da dentição ajuda muito. Nessa análise, pode ser avaliado não só a presença de mordida cruzada, mordida em topo, cáries, hábitos parafuncionais do paciente, como chupar o dedo ou roer unha, diastemas, bem como toda a estrutura óssea e a proporcionalidade dos ossos.

Muitas vezes os profissionais já podem intervir nessa fase. Eles aproveitam que os ossos da face ainda não estão completamente calcificados para obter ótimos resultados de ganho e avanço. Crianças com 'o queixo muito para frente' ou com o céu da boca estreito, são muito beneficiadas nessa época com o tratamento ortodôntico. Caso o paciente não precise de uma intervenção ortodôntica, é apenas realizado um acompanhamento da troca dentária pelos próximos anos.

Muitos se preocupam com a estética no momento de colocar aparelho ortodôntico, principalmente os adultos. Para este público já existem muitas opções de tratamento que juntam beleza com saúde bucal, como os de safira, aparelho invisível, lingual, entre outros. Já na fase da pré-adolescência, por volta dos 12 e 13 anos, é possível recorrer a tratamentos específicos para a idade. É por volta dessa idade que geralmente ocorre a troca dentária completa, com aparecimento de todos os dentes permanentes na boca. Na maioria dos casos, é uma época muito propícia para colocação do aparelho ortodôntico fixo.

Fonte: Sorrisologia

Os pequeninos merecem e precisam de toda atenção com a saúde bucal. O cuidado com as crianças começa muito antes dos primeiros dentes nascerem. E incentivá-las desde pequenas a terem esse cuidado é uma ação que trará benefícios para o resto da vida.

Os responsáveis precisam limpar a gengiva das crianças com um massageador de gengiva, com uma gaze limpa umedecida ou com um pano úmido. Assim que os dentes de leite nascerem, é preciso escová-los três vezes ao dia com uma escova de cerdas macias e água, do contrário podem aparecer cáries e abcessos (bolsas de pus) que se formam na gengiva e causam muita dor para os pequenos.

É preciso estar alerta porque a criança começa a colocar na boca tudo que ela vê na frente para aliviar aquela sensação de coceira que ela tem na gengiva. Ela põe na boca a mãozinha, põe na boca objetos e isso vai fazer com que ela entre em contato com bactérias. E essas bactérias podem trazer mais diarreia. Pelo incômodo que ela sente, ela vai ficar mais irritada, ter o sono agitado, pode ter um pouquinho de febre, pode ficar sem apetite, porque ela está com dor na boca. Então, ela pode não querer comer. Mas, os pais devem ficar atentos porque isso é um transtorno passageiro. Então, não é uma coisa que vai ficar por um longo tempo.

Para aliviar as dores dos primeiros dentinhos uma boa dica é o frio: a água gelada, mordedorzinho gelado. Hoje em dia tem mordedorzinho com gel ou com água. Mas, se a gente não tem a nossa mão esse mordedor, eu posso pegar uma pedra de gelo e enrolar bem numa toalha, só que eu preciso ter o cuidado de ter certeza que a criança não vai engolir esse pedaço de gelo. Então, enrole bem numa toalha e dê pra ela morder esse pedaço de gelo enrolado na toalha. Isso vai fazer com que alivie essa dor. Outra dica, pode descascar uma laranja em gomos e colocar na geladeira também e dar pra criança morder essa laranja. Cuidado também com os gomos da laranja, porque eles podem afogar a criança. Então, ter bastante cuidado. Mas o frio, em geral, faz bem: ajuda a diminuir a coceira, o incômodo e a dar alívio.

Já a escovação deve ser com a escova, a gente pode começar desde cedo. A partir do momento que a criança consiga segurar a escova, uma escovinha pequena na mão, porque ela vai aprender que aquele é um hábito saudável. Ela vai criar o hábito, vai começar morder a escova, vai ver a mãe escovando, ver o pai escovando, vai simplesmente se interessar, saber que aquilo é importante. Agora, a necessidade de pegar escova e escovar os dentinhos acontece a partir do momento que nascem aqueles dentes lá atrás, que são os molares, porque eles são mais furadinhos, eles são os dentes que têm mais sulcos, mais fissuras, como a gente diz. Então, acumulam mais alimento, mais bactérias e placa bacteriana. E só escova com cerda vai conseguir mover essa placa. Para os outros dentinhos da frente, que são mais lisinhos, enquanto não tiver os dentes lá de trás, pode utilizar a fraldinha para fazer a limpeza e a aplicação de uma pasta de dente com flúor.

Importante frisar que os bebês podem ter cáries. Existe uma cárie que, antigamente, era chamada de “cárie de mamadeira”. Então, aquelas crianças que tomam muita mamadeira, principalmente durante a noite, e se os pais ainda colocam mais açúcar além do leite ou, então, algum outro produto ou achocolatado: isso vai fazer com que a criança desenvolva cárie muito cedo. Eu já vi crianças que, às vezes, não têm oito dentinhos na boca e já perderam alguns dentes por causa da doença cárie

Fonte: Pastoral da Criança

 


São dúvidas comuns e recorrentes sobre o cuidado dos dentes durante a gestação. Quando se fala sobre os cuidados essenciais durante a gestação, nem sempre as pessoas lembram da saúde bucal. Mas ela é tão importante quanto os exames mais conhecidos do pré-natal. Esse cuidado, inclusive, deve começar antes mesmo que a mulher engravide. Visitar o dentista e conferir se está tudo saudável na boca pode evitar incômodos futuros. Além disso, o nível de saúde bucal da gestante tem relação com a saúde bucal do futuro bebê.

Um grande número de mulheres têm gengivite, que é o sangramento da gengiva. Então, é necessário que a gestante tenha uma escovação de dente mais assídua, mais correta, faça o uso do fio dental, escove a sua língua e faça uso, também, de cremes dentais com flúor – que protegem os dentes da cárie.

Se a gravidez estiver nos primeiros meses é extremamente importante avisar ao dentista que ela está grávida, para que ele tome algumas cautelas quando for atendê-la. O que deve ser evitado no tratamento dentário no primeiro trimestre de gravidez são: radiografias, medicação contra dor e antibiótico, em especial, a tetraciclina.

É importante ter hábitos saudáveis de higiene bucal e uma boa alimentação durante a gravidez, pois o nível de saúde bucal da mãe tem relação com a saúde bucal do futuro bebê. Para isso, a adição de açúcar nos alimentos deve ser evitada, já que o açúcar natural dos alimentos é o suficiente. Estudos científicos mostram que crianças cujas mães apresentam alta concentração da bactéria causadora da cárie na saliva adquirem essa bactéria mais cedo e em maior número, aumentando os riscos de cárie nos dentes de leite.

Por isso, qualquer dúvida que surgir é importante consultar um dentista. O profissional pode fazer as devidas orientações e o tratamento da melhor forma possível.

Fonte: Pastoral da Criança.

A Uniodonto Amapá oportunizará aos seus cooperados o Programa de Desenvolvimento de Líderes do Ramo Saúde. O curso é fruto da assinatura do termo de adesão que ocorreu nesta segunda-feira, 17, com o Sistema OCB e Sescoop/AP.

O Termo possibilitará a realização do curso "Formação em Gestão Estratégica de Consultórios" , que ocorrerá em cinco módulos, sendo 16h cada, e será realizado entre os meses de maio a julho.

A presidente da Uniodonto Amapá, Dra. Ana Valéria, reafirmou mais uma vez o compromisso junto aos cooperados e ressaltou que esse curso é fruto do comprometimento da Uniodonto, que tem primado pela excelência na gestão.

"Primamos pela organização e aprimoramento da gestão. Completaremos 20 anos esse ano, e sempre caminhamos nessa crescente, que inclui levar conhecimento aos nossos cooperados. E claro, que o Sistema OCB Amapá contribue muito nessa relação, com uma parceria séria e de muito comprometimento", ressaltou Dra. Ana Valéria.

O Programa de Desenvolvimento de Líderes contará com módulos de Empreendedorismo, liderança e trabalho; Administração do tempo e atendimento eficaz; Gestão de Consultório e organização eficaz; Controle financeiro e gestão de processos; e O mercado odontológico e técnicas de negociação.


"Temos objetivo de promover a profissionalização da gestão e o aprimoramento dos produtos e serviços das Cooperativas do Amapá", destacou o presidente do Sistema OCB Amapá, Gilcimar Pureza.


Lílian Guimarães
Comunicação Uniodonto
Jornalista e RP
Especialista em Comunicação
Santa Mídia Comunicação
(96)98124-9681

Quarta, 12 Abril 2017 13:44

QUE TAL FAZER UM CHECK-UP BUCAL?

Escrito por

A saúde bucal não é milagre nem sorte. É preciso, dia após dia, dos cuidados certos. E ninguém melhor que o dentista para te orientar sobre o assunto. Por isso, o check-up odontológico é necessário, pois através desse procedimento o profissional consegue descobrir doenças no estágio inicial, além de manter seus dentes bonitos e protegidos de futuras complicações. 

O check-up odontológico é feito para descobrir alguma doença em fase inicial e tratar com uma terapia menos agressiva. Marcando esse compromisso a cada 6 meses, você terá sempre um sorriso bonito no rosto.

Esse é o melhor momento para conversar com o seu dentista. Dizer o que te incomoda ajuda a realizar o diagnóstico. E mesmo que não haja nenhum problema, o dentista fará uma limpeza, chamada de profilaxia, que retira todo tártaro ou acúmulo de placa bacteriana dos dentes, prevenindo a boca de doenças.

O grande segredo é fazer desta consulta um compromisso regular na sua agenda. Não procure o dentista só em casos de emergência. Marque uma visita sempre que ele achar necessário. 

Assim, você fica livre de doenças bucais, fará uma higiene bucal mais caprichada e, consequentemente, terá dentes bonitos e saudáveis por toda vida.

Fonte: Sorrisologia

Desde cedo deve-se aprender: com a saúde bucal não se brinca. Trocadilhos à parte, é na brincadeira que uma inciativa da Cooperativa Odontológica Uniodonto Amapá tem ensinado jovens estudantes a manter o sorriso saudável.

O projeto, que é desenvolvido em parceria com o Conselho Regional de Odontologia (CRO/AP), promove ações educativas para crianças e adolescentes de escolas carentes, e, também, de entidades de ensino parceiras.

A odontóloga Dra. Adriana Gato, explica que o objetivo é conscientizar estudantes desde a infância até a adolescência quanto à prevenção. Ela garante que, apesar da pouca idade, o público infantil entende bem a mensagem.

“Desde os 3 anos já se deve saber a importância da saúde bucal na vida das pessoas. Nessa idade é o início da percepção do porquê com os cuidados, porque escovar, porque o doce pode fazer mal para os dentes. A intenção é o despertar da criança para a saúde bucal”, enfatiza a dentista.

Já na adolescência o projeto trabalha, com palestras educativas e outras atividades, autoestima dos jovens através do sorriso saudável. “Nessa faixa etária, o projeto tem sido muito bem recebido, pois os jovens querem estar com o sorriso bonito”, complementa Dra Adriana.

Nesta quinta-feira, 6, a iniciativa chegou ao Colégio Santa Bartolomea Capitânio, um dos mais tradicionais de Macapá. A ação foi focada num público muito específico: o ensino infantil.

A programação iniciou com a Odontopediatra Dra. Vilmar Lima, que orientou os pais sobre a higiene bucal das crianças.

Em seguida, o teatrinho itinerante da Uniodonto mostrou de forma dinâmica a importância da higiene bucal. Durante a apresentação, em que os atores interagiram com a plateia, cuidados com os primeiros dentinhos, como a escovação e os alimentos que causam cáries, foram ensinados.

A presidente da Uniodonto Amapá, Dra. Ana Valéria, que acompanhou a ação no Bartolomea, ressaltou a importância da conscientização nas crianças. “Elas estão na idade de comer bastante doces e outras besteiras. O nosso teatrinho passa as informações sobre os cuidados com o dente fazendo brincadeiras. Mas, aqui a brincadeira é séria, e eles sempre absorvem bem a mensagem”, enfatizou a Dra. Ana Valéria.

Brincadeiras à parte, os pequeninos do Santa Bartolomea aprenderam desde cedo que os melhores amiguinhos dos dentes são a escova, o creme, o fio dental, e claro, o dentista.

 -

-

-

Lílian Guimarães 
Comunicação Uniodonto 
Jornalista e RP 
Especialista em Comunicação 
Santa Mídia Comunicação 
(96) 98124-9681

A Uniodonto Amapá tem primado pela integração e compromisso no trabalho prestado pelos seus colaboradores. Os profissionais são pautados pelo Regulamento Interno que é repassado pelo setor de Gestão de Pessoas da Cooperativa.

Nesta terça-feira, 04, a Uniodonto reuniu os colaboradores para apresentação e discussão de todos os pontos do regimento e para reafirmar o compromisso na relação entre a cooperativa e colaboradores.

"É importante essa interação e aproximação para termos sucesso na prestação do nosso serviço", avaliou a Ana Mira, do setor de Gestão de Pessoas da Uniodonto.

Pensando na valorização e investimento profissional a Uniodonto Amapá promoverá o Curso de Informática para os colaboradores. A capacitação tem sido uma bandeira permanente da cooperativa.

"Primamos muito pela valorização profissional. Por isso, investimos nos nossos profissionais. Queremos nivelar o conhecimento dos nossos colaboradores e os cursos são mais uma oportunidade de investimento junto ao nosso colaborador", explicou o gerente Geral da Uniodonto Egídio Pacheco.

Será ofertado posteriormente vagas para os cooperados que tiverem interesse.

 

Lílian Guimarães
Comunicação Uniodonto
Jornalista e RP
Especialista em Comunicação
Santa Mídia Comunicação
(96)98124-9681

No momento de dar aquele belo sorriso o que mais prevalece é a parte frontal dos dentes. Mas isso não significa que a escovação deve ser feita apenas nesse local. As áreas com maior probabilidade de formação de placa são as que ficam em regiões de difícil acesso à higiene, perto das saídas dos ductos das glândulas salivares. As mais atingidas são as partes posteriores dos dentes inferiores e anteriores, por conta das glândulas sublinguais, e na altura das bochechas dos primeiros molares superiores, em função das glândulas parótidas.

Por isso é importante varrer toda essa sujeira durante a escovação, para não gerar problemas bucais como o tártaro ou evoluir para uma doença gengival. Lembre-se sempre de escovar a parte da frente, de trás, de cima e dos lados. Para alcançar um resultado melhor na sua higiene bucal, tenha concentração nos movimentos que está realizando. Não transforme este ritual em algo automático.

Fonte: Sorrisologia

Você até pode achar o fio dental uma etapa chatinha e demorada da higiene bucal. Ela exige muito malabarismo com as mãos e minutos com boca aberta. Mas esse trabalho árduo vale a pena e traz um monte de benefícios à sua saúde oral. Naturalmente, a boca é formada por milhares de microrganismos. Quando comemos e bebemos qualquer coisa, essas bactérias em número harmônico, crescem em quantidade e malignidade tornando-se agressivas aos dentes e gengivas, isso se não forem removidas através da escova dental macia e fio dental.

Para que essa camada rosada da gengiva se mantenha saudável, é essencial, além da escovação, passar o fio dental por dentro da linha gengival. Você tem esse hábito? Essa atitude é importante para evitar o acúmulo de bactérias na região e, consequentemente, doenças inflamatórias como a gengivite e periodontite.

Atenção, não basta só pegar um fio curto e passar rápido por todos os dentes. É muito importante e merece todo um cuidado especial. O fio nunca deve passar sujo por entre os dentes. Para cada pedaço, um lugar diferente a ser passado. Ele deve encaixar no dente, entrar na gengiva, e sair em movimento de "polimento”, jogando toda a massinha branca pra fora, desorganizando a placa. Não economize fio, não limpe com sujeira, corte em vários pedaços longos e faça uma boa higiene.

Fonte: Sorrisologia

Localização

Rua. Dr Marcelo Cândia, 925 - Santa Rita - Macapá/AP | Telefone: (96) 3222-3237, 3222-3247 e 3222-0125.

Funcionamento de segunda-feira a quinta-feira 08:00-18:00, sexta-feira de 08:00 as 17:00.

 

História

A cooperativa odontológica Uniodonto Amapá foi fundada no dia 23 de setembro de 1997, durante assembleia realizada no auditório do CRO (Conselho Regional de Odontologia), em Macapá. No encontro, os presentes discutiram a aprovação do Estatuto, eleição da diretoria e pedidos de filiação à Federação das Uniodontos das Regiões Norte-Nordeste do Brasil.

Visão

Acreditamos na saúde bucal como qualidade de vida e satisfação do nosso cliente.